O dia que morreu Jobim, um video caseiro feito em 8 de dezembro de 1994

O dia em que Tom morreu, fiquei tão comovido pela noticia que decidi não ir ao escritório como fazia todos os dias e ficar em casa assistindo os programas especiais que seriam dedicados a ele durante o dia na televisão, no Brasil e no mundo, porque Tom era um músico de tal projeção internacional que, com toda a justiça, eu veria a cobertura de sua morte em todos os programas noticiosos ao redor do mundo.

E assim foi. Em 1994, a televisão a cabo estava em plena expansão, com a possibilidade de poder assistir a diferentes canais internacionais e seus programas noticiosos. Mas eu me concentrei principalmente na televisão brasileira. O Globo, Bandeirantes, etc. Minha idéia era também registrar com a gravadora tudo para manter esse momento na minha memória para sempre.

O momento mais triste, sem dúvida, é quando o avião que traz o caixão de Tom Jobim desde Nova York aterra no aeroporto e uma espécie de carro alegórico com a bandera do Brasil é preparado num caminhão de bombeiros, que transportaria o caixão de Jobim com a bandeira por todo o Rio de Janeiro. Não me lembro qual canal transmitiu isto, mas usaram a musica Saudade do Brasil, para acompanhar essas cenas , inesquecível, a música de Tom em sua própria marcha fúnebre, mas uma grande emoção pelo que representou.

Imediatamente, os bombeiros começaram a marcha com o caixao de Tom e chegando às primeiras áreas urbanas, apareceu o publico, miles de pessoas que adoravam a Tom, esperando para deixár uma flor, e para se despedir, ao longo de todo o caminho. Assim que chegaram a Copacabana e Ipanema, milhares de pessoas o esperaram de cada lado da avenida, aplaudindo, chorando, deixando flores. Seu amigo de longa data, Alberico Campana, dono da Plataforma, explodiu em lágrimas, incapaz de parar.

Quando Tom chegou ao Jardim Botânico, onde ia ser o funeral, dezenas de pessoas do mundo artístico o esperavam, entre o povo, perplexo e chocado com a notícia. A mídia queria seus testemunhos e responderam tudos com declarações de pesar pela morte do Tom, como os Caymmis Gilberto Gil, Hugo Carvana, Chico Buarque, etc,. Em New York já haviam falado à mídia, personalidades diferentes, como Ana Jobim, sua esposa, Paulo Jobim, o filho, também Sonia Braga que estaba com ela, e o jornalista Nelson Motta. A partir daqui, em diferentes notícias e flashes de notícias que interromperam os programas,  mostraram tudo o que aconteceu no dia mais triste para a música do Brasil e para a música do mundo.

O melhor vai ser que vcs assistam, o video de quase 1 hora, e pedindo desculpas por todas as irregularidades que ele tem por ter sido registrado em VHS com sua fita deteriorada após décadas, ele pode ser transportado para aquele dezembro de 1994 quando Tom estava se despedindo do Rio de Janeiro e de seu público.

Esse video ja tinha carregado no Youtube mas O Globo bloqueou , com tambem os dereitos de musicas que são interpretadas no video. Agora esta numa outra plataforma chamada Wistia

O importante é que o video esteja disponivel para vcs, para a gente que ama o Tom Jobim, sua musica, seu acervo, seu legado.


Aguarde um pouco carregar o video, porque nao esta no youtube, eles não aceitam pelos  dereitos da midia.Agora esta inserido na plataforma Wistia